Analiso rostos
Relembro momentos, observo o que perdi
Revejo cenas e desejo que elas voltem
Percebo que há mais em você do que percebia
Me apaixono sem que você perceba
Troco outra ideia
Leio outro texto
Revivo conversas
Revejo toques, olhares
Me apaixonei de novo,
Mas o presente não te traz mais
O passado te levou de maneira suave
Sem que eu percebesse, você foi
Ou nunca esteve aqui realmente
Imagino cenas
Me perco em sonhos, planos
Me permito sonhar
Me apaixono mais um pouco,
Mas minha esperança não acaba
Quem sabe na próxima estação?
Quem sabe na próxima esquina?
Quem sabe na próxima reunião?
Ou algum encontro ao acaso?
Me permito sonhar,
Pois é o que me movimenta dia-a-dia!

~~

Sobre um provável futuro amor, ou apenas uma possibilidade.

Lila Carvalho

E se o mundo parasse de novo?

E se voltássemos no tempo?

E se você me visse naquele tubinho preto de novo?

E se aquela noite tivesse sido mais longa?

E se eu não tivesse feito aquilo?

E se você me visse com ele?

E se eu te visse com ela?

E se nos víssemos a sós?

E se nunca tivéssemos nos conhecido?

Não haveria mais nenhum “se” sobre você

Mas certamente haveriam muitos “se”s sobre qualquer outro…

Lógico, não?

Meu dia hoje foi azul.

Apesar da manhã ter sido cinza,

De meio-dia o céu me parecer vermelho fogo

Do final da tarde ter um ton alaranjado

E da noite se enfeitar de prateado da Lua

Meu dia definitavemente foi azul

Mas ele sempre desbota com o entardecer

~~

[Afinal surpresas acontecem, um “boa noite” me fez dar gargalhada! kkkkkkkkkk]

Então

Afinal noite feliz!

Eu diria quase perfeita.

Mas afinal o que seria perfeição?

Nem quero descobrir

Me deixe apenas ser feliz enquanto eu posso!

Se não for isso, é aquilo

E se não for nada, não vai ser e pronto…

Me preocupar é mera perda de tempo!

Então sorrir sempre será o melhor remédio?

Sim! Sim! Sim!

🙂

~~

Será um novo querer bem?

Será um novo amigo?

Será uma nova paixão?

Será apenas mais uma platônica?

Será apenas mais um conhecido?

Ou apenas mais uma ilusão?

Eu vou pagar pra ver!

~~

Senão é como amar uma mulher só linda
E daí? Uma mulher tem que ter
Qualquer coisa além de beleza
Qualquer coisa de triste
Qualquer coisa que chora
Qualquer coisa que sente saudade
Um molejo de amor machucado
Uma beleza que vem da tristeza
De se saber mulher
Feita apenas para amar
Para sofrer pelo seu amor
E pra ser só perdão”

Vinícius de Morais

Poeta tal, que de tão poeta tem o nome no plural, pois é mais do que apenas um. Além de ser o branco mais preto do Brasil!

A beleza da mulher tanto quanto a beleza da poesia tem que ser cheia de tristeza, senão não é completa, senão não é plena, não é triste de fato.

A tristeza é a plenitude da alma que vislumbra todas as possibilidade e lembranças perdidas, e retidas. É na saudade que percebemos a estranhesa do tempo! A pouco tempo estava tudo ali, mas de repente não está mais, é estranho uma cama, uma praia ou um banco ser testemunha de vários acontecimentos, mas tudo aquilo simplesmente não está mais ali!

“Passado é tatuagem gravada não sobre a pele, mas sob a pele.” Zeca Camargo

Passado é marca que não se vê, é coisa perdida que não retorna e é lembrança que não volta mais.

~~