Pois eh… 2009 já disse adeus e chegou na porta de saída.

Fazendo um balanço breve do meu ano a uns 10 dias atrás eu teria feito esse post de maneira totalmente pessimista e desanimada. Como eu disse para uma amiga minha, teria embrulhado 2009 num jornal velho, amarrado com barbante e enviado direto para o cesto do lixo, mas de repente a minha vida deu uma guinada e tudo pareceu se acertar de uma maneira tão surpreendente que eu sou capaz de dizer agora que 2009 foi um dos melhores anos da minha vida! E de longe!

Reparando bem, toda essa guinada começou numa das minhas discussões com a minha mãe, em que a descrição dela para o meu ano era resumida no término do meu namoro (de 4 anos!!!) e só! (Como se a minha breve existência fosse baseada nos homens.) E para minha surpresa, era exatamente assim que eu pensava naquele momento!

Quando fui analisar o meu ano me recordei da quantidade de gente q eu conheci, das viagens planejadas e improvisadas que eu fiz, do tema da minha monografia que já está à caminho, no término do meu relacionamento (depois me lembrei que eu queria o fim!), na conquista de milhões de amigos, nas paixões que tive, platônicas ou não, e na minha cara de pau para ligar p quem eu desejava!

Mas a melhor parte foi conhecer a atual do meu ex. É exatamente isso o que você ouviu! Fiz amizade com a namorada do meu ex e, francamente, essa amizade, fortalecida exatamente ontem, fechou meu 2009 com chave de ouro!

Definitivamente eu sou estranha!

Mas que agora 2010 chegue com tudo de bom para mim e para todos nós, pois não há nada que não possa ser realizado se você não tentar! E nada que possa ser vivido, que não mereça a devida atenção, pois todo momento é momento de ser feliz, hoje, agora e sempre!

E lembrem-se, para ter resultados diferentes são necessárias atitudes diferentes!

Até ano que vem! 🙂

Amor para recomeçar – Frejat

Eu te desejo
Não parar tão cedo
Pois toda idade tem
Prazer e medo…

E com os que erram
Feio e bastante
Que você consiga
Ser tolerante…

Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero…

Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar…

Eu te desejo muitos amigos
Mas que em um
Você possa confiar
E que tenha até
Inimigos
Prá você não deixar
De duvidar…

Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero…

Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar…

Eu desejo!
Que você ganhe dinheiro
Pois é preciso
Viver também
E que você diga a ele
Pelo menos uma vez
Quem é mesmo
O dono de quem…

Eu desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar
Prá recomeçar…

velas

Minha amiga precisou de mim e eu a socorri! Não interessa a razão ou o motivo…

Rezei um terça e acendi três velas: uma amarela, uma roxa e uma vermelha, sendo que a última era menor que as outras.

A vela AMARELA simbolizava a felicidade e alegria que eu queria que ela tivesse num dia tão turbulento quanto hoje. Que indepedente do que ocorresse que ela fosse feliz, do modo como estou acostumada a vê-la. Me disseram certa vez que quando acendesse uma vela e ela chora eh porque o desejo que se tem com ela não vai acontecer. Esta vela teve um fogo brando e um pouco fraco, ela chorou durante toda a sua queima, pouco porém constante, como se a felicidade diária de cada fosse colhida com um pouco de dor e sofrimento. Como se a felicidade nunca fosse plena, mas sempre presente e constante, como o fogo que não se apaga, mas não se incendeia com a queima de si mesmo.

A felicidade é algo belo e sublime, que se aproveita e sente todos os dias, a todos os momentos, sem a necessidade de auvoroço ou de balburdia. Ela esta ali, firme e constante como uma melodia que toca suavemente ao nossos ouvidos. Mas ela dura, pois a vela por chorar devagar e constante pode queimar a maior parte de sua cera, sendo então a vela que mais durou das três.

A vela ROXA simboliza a sabedoria e também a dor, pedi a Deus com esta vela que iluminasse minha amiga, para que ela percebesse exatamente o que está acontecendo, e que não se enganasse ou se iludisse, que visse as coisas exatamente como elas são e pronto! Mesmo que isso causasse grande dor a minha amiga…

O comportamente desta vela me foi inusitado, eu a acendi e ela me pareceu firme e feita para queimar incessante, diferente da amarela que chorou assim que terminei de rezar o terço. Ela queimou em princípio firme como se ela tivesse plena convicção de queimar por inteira. Porém, momentos depois de acender ela estava mergulhada em prantos, envolta de cera derretida que chorou forte e rapidamente, como se a dor fosse tanta que não suportou o baque do momento e desabou em si mesma. Infelizmente a sabedoria eh um pouco assim, quando a gente tem convicção do que sabe,  mas alguém nos contraria com argumentos incontestáveis nos sentimos perdidos, e tudo o que tínhamos conhecimento parece fraco e sem sentido. Daí vem a dor e os prantos fortes, rios de lágrimas que nos envolve e se solidifica ao nosso redor. Infelizmente o conhecimento e a sabedoria nos causam dor, e eles nos trazem certezas e incertezas todos os dias… É assim que as coisas são.

Felizmente essa vela durou menos que a amarela, porém durou mais que a vermelha, por isso não a desprezo.

A vela VERMELHA simboliza a paixão, a força, a energia, o amor… Essa vela era menor que as outras propositalmente. Orei pela felicidade, pela ciência que minha amiga deveria ter nesse momento de sua vida e orei pelo amor, mas com menos devoção que nas duas primeiras, pois esse amor que ela enfrenta a machuca, apesar de faze-la muito feliz!

Essa vela queimou com fogo alto e constante, queimou sem lágrimas, sem exitar. O amor por vezes é cruel, mas ele eh firme e constante como a vida em si.

Depois de ver essa vela foi que eu entendi o porque da minha amiga lutar por alguém que a menosprezou, lutar por algo que a machucou muito… Essa vela queimou até o fim e firme, apesar de sua aparente pequenez. É verdade que ela acabou antes das outras, mas eh verdade que ela esteve acessa e que esteve quente!

Devo no fim das contas acreditar no AMOR, acreditar no milagre da vida!

Fim de semana ótimo, religiosamente falando! Tive a primeira reunião da igreja para o encontro anual e tudo fluiu. Tive novamente um mixer de sentimentos me que eu via meu desejo de santidade e de pecado se confundirem e se chocarem.

Odeio quando isso acontece dentro de mim!

Acho que às vezes eu tenho medo do que Deus guarda para mim, tenho medo de que ele queria que minha missão seja muito mais do que o que eu já faço normalmente, tenho medo de que seja algo muito maior.

Acho que eu amo o pecado em sua forma mais sublime e capiciosa… =/

Mas aí o Espírito Santo vem e me guia ao caminho certo, e eu nunca consigo não seguir esse caminho. Não sei se “Graças a Deus.” não sei se “Poooxa, eu queria curtir mais!”, se é que você me entende…

...e que meu bolo cresça bastante. Amém.

...e que meu bolo cresça bastante. Amém.

Mas eu amo essa sensação de felicidade pura e simples, de que nada d+ é necessário para que sejamos felizes e que a felicidade está ao nosso lado, é só sermos melhores para ela. Eu sei que minha fé tinha encolhido e esta voltando novamente a crescer como um bolo que acabou de entrar num forno, e aos poucos esse forno vai aquecendo até vira um saboroso e belo bolo… Analogia estranha, mas real. Afinal todas as vezes que estou diante Dele eu peço ” Eu creio, mas aumentai a minha fé.” Aiaiai…

O quê farei então com as coisas capiciosas e maravilhosas que tem acontecido na minha vida? Acho que vai ser difícil resistir, mas eu não precisarei de tanto, jájá o pecado vai embora por si só. Eu tenho a proteção de Deus e a interferência de Maria ao meu lado, pos isso que as coisas estão acontecendo do jeito que estão….

Graças, Pai

Graças, Pai, venho te dar e prostrar-me aos Teus pés
Somente para agradecer somente para dar-Te graças
Pois não encontro outras palavras em meu ser
Graças, Pai, sei que Te fiz chorar
Por ser um mal-agradecido, por não haver Te obedecido
Mesmo assim me tens amado, não me tens abandonado,
Permaneces ao meu lado, venho agradecer.
Graças, Pai, por amar-me numa cruz, com amor incomparável
Em Teu Filho Jesus
Graças, Pai, por Teu amor e Tua bondade, por Tua força e amizade
Por ser um Pai leal, sempre leal
Graças, Pai, pelos pequenos e belos detalhes
Por cada coisa que me destes, por cada coisa que me negaste
Mais que isto, graças, Pai, por Ti mesmo e pelo que És
Por Ti mesmo e como És, venho agradecer
Graças, Pai, por amar-me numa cruz, com amor incomparável
Em Teu Filho Jesus
Graças, Pai, por Teu amor e Tua Bondade, por Tua força e amizade
Por ser um Pai leal, sempre leal
Graças, Pai, pelas dores e alegrias, por estar sempre ao meu lado
Por Teu grande amor, meu Senhor
Graças,
Pai…
Graças, Pai…
Graças, Graças,
Graças