maçaChega um momento na vida em que a gente precisa aprender que mesmo lutando bravamente e se esforçando até a última gota de suor e não necessariamente nosso esforço vai ser recompensado com o que esperávamos.
Que muita vezes para ter o que queremos ter, temos que aprender o valor daquilo que queremos.

Chega um momento da vida que a gente tem que entender que as pessoas não mudam porque a gente quer, a gente pode insistir, ajudar, cooperar até a paciência acabar, mas as pessoas vão persistir naquele existencialismo que não concordamos.
Que, normalmente, as pessoas só entendem o que queríamos dizer quando paramos de repetir e as coisas passam a fluir naturalmente apenas quando a gente para de empurrar.

Chega um momento em que temos que aceitar que nem todos precisam ser nossos melhores amigos, amigos ou, sequer, querer conviver com a gente. Cada um tem a liberdade de se abrir com quem quer.
Que tem gente que simplesmente não merece nossa companhia e, por isso mesmo, elas escolhem por não tê-la.

Chega um momento da vida em que precisamos compreender que tem coisas que nunca vão mudar, existem coisas que a solução vai além das nossas ações e forças. E que sofrer por aquilo só vai desgastar seu dia e sua paciência.
Que o mundo nunca será um paraíso, mas que sempre vale a pena fazer nossa parte.

Chega um momento em que que perceber tudo isso, não quer dizer que você realmente tenha entendido.
Que todas essas informações devem ser absorvidas e analisadas diariamente, num período longo e dedicado.
Vai ser dolorido, muito dolorido entender tudo isso. Isso se você conseguir…

Se esse dia chegar, meu amigo, se prepare, que a vida acabará por se tornar uma leveza e uma felicidade sem tamanho.
Os dias difíceis chegarão novamente, não se iluda, mas sua certeza que o ciclo natural da vida gira e num outro momento tudo vai ficar bem novamente, tornará esses dias muito mais fáceis.

Por muitos momentos vamos esquecer dessas palavras ainda, mas a vida sempre proporciona alguém que vai nos lembrar de tudo isso, e as coisas vão acabar voltando a fazer sentido…

Lila Carvalho

Na busca por algo, acabei me perdendo de mim mesma e esqueci de um monte de coisas. Não sei se foi ruim, até porque tudo me levou à muita reflexão, mas não foi de todo bom. Perceber que perdeu tempo dedicando a algo que nada ia caminhar…

A minha certeza é que a vida resolve muita coisa por si, então qualquer dia eu vou acordar e rir de toda essa piada e poder contá-la a quem realmente está disposto a ouvir todas as minhas histórias, por mais absurdas que elas sejam.

Felicidade é algo que me cabe, naturalmente. Eu respiro e transpiro feliz, então onde eu for, ela estará comigo. E isso já me basta em muita coisa…

Cansada das mesmas conversinhas. Cansada de ouvir idéias que não levam nada adiante. Frustrada de mais pra poder seguir adiante sem nenhuma cautela…

Engraçado é que horas antes da minha viagem ouço que o passado ainda não esqueceu… Aiaiai… Pena que eu já!

Dá saudades? Lógico que dá!

Dá vontade de um flash back? Com certeza!

Dá pra rolar o flash back? No way! A cada dia que passa tem muito mais coisa em jogo, muito mais gente envolvida, que acaba gerando muito mais confusão…

Acho que eu prefiro permanecer inerte porque os efeitos colaterais da minha inércia é nada! Acho que eu prefiro saborear um período tranquilo e ameno e não correr risco algum, a viver fortes emoções e sofrer as consequências depois.

E a cada dia que eu penso nisso percebo que vai ser impossível permanecer assim por muito tempo. Quem sabe o que me aguarda? Quem sabe o que não me aguarda?

Eu prefiro pagar pra ver se aquela história vai sair do lugar e se aquela outra não vai dar em nada. No final das contas é tudo igual! Tudo muito igual.

~~

Idéias soltas sem nexo, sem sentido, sem contexto. Nem eu mesma entendi essa de hoje…

Oi!

Olá!

Percebi que seu joelho está bem melhor…

Pois eh, melhorou muito durante minhas primeiras viagens do ano. Depois quando conheci um novo amigo eu descobri que ele estava quase bom.

E agora? Estás sonhando novamente?

Não! Você não me deixa dormir direito. Como eu poderia sonhar se você não me deixa?!

Eu sei, mas você percebe que o momento não é para isso, não percebe?

Percebo! Mas eu quero sonhar novamente com meu príncipe encantado…

Você sabe que ele não existe, né?

Dã! Lógico que eu sei! Ou você acha que eu sou juvenil?

Não! Mas você não é tão adulta assim!

Por isso que você tem medo de me deixar sonhar?

Sim!

Ok! O momento não é ideal, então eu vou deixar você trabalhar. Tudo bem?

Eu agradeceria muito…

Mas só pra te avisar, me joelho está perfeito, só que ficou uma marquinha feia…

É, as cicatrizes sempre permanecem para eu não esquecer da dor…

=/ Você tem que parar de ser tão pessimista!

Ok! Depois da prova eu deixo. Dai nós sonhamos juntas, ok?

Ebaaaaaaaaa!

~~

Oi, como você está com essa mudança de situação? Eu sei que faz tempo que não conversamos…

Eu acho que me enganei com o mundo. Ele é menos colorido do que eu imaginava.

Não desista! Seus sonho são o que te levam pra frente, são eles que te movimentam. E afinal, não foi divertido sonhar? Ou vai me dizer que você não desconfiava que daria errado?

Foi divertido, mas agora não é mais! Eu vislumbrei dando errado, mas não achei que ele iria aparecer tão cedo na minha frente.

Não há nada que te deixe feliz nessa história toda?

Há!

O quê?

Eu continuo com esperança nas pessoas. E eu cheguei à conclusão de que nenhum final é feliz!

Então, desistiu dos seus contos de fadas?

De maneira alguma!!! Só estou no aguardo de um novo título, para buscar um novo final feliz!

Você gosta mesmo de sonhar, né?

É! Eu realmente sou feliz quando eu sonho!

Então, sonhe! Sonhe muito menina, pois eu continuo cuidado das coisas de gente grande!

Deixa só meu joelho ralado se curar, que jájá eu sonho de novo!

🙂

~~

PS: A primeira parte da conversa é esta: https://egocentrica.wordpress.com/2010/04/21/podendo-ue/ .

Eu posso, eu consigo, eu sou capaz de viver sem você. Mas eu simplesmente não quero!

Sabe, eu acho que ainda não entendi o que houve. Eu simplesmente acredito que nada do que você fala faz sentido, que nada disso tem um porquê real. Eu acho que tudo isso é o simples medo de se relacionar, ou de viver algo verdadeiro, ou a falta de capacidade de enxergar o que realmente importa, e o que realmente te faz bem ou mal.

Meus dias têm sido oscilantes. Às vezes eu penso que vai ficar tudo bem e às vezes eu penso que vai ficar tudo mal. Eu ainda não sei ao certo o que pensar sobre tudo isso.

A cada dia que passa eu tenho sentido a necessidade de chegar diretamente a você e perguntar tudo o que eu tenho dúvida, mas a coragem, cadê? Eu estou quase chegando à conclusão de que eu tenho que fazer isso, mas ainda não sei como, nem quando eu poderei fazer isso.

Preciso refletir sobre isso…

Preciso refletir sobre tudo!

~~

A liberdade que sinto nas palavras bem que podiam ser refletidas na vida real, mas é lógico que isso é impossível!

As palavras nos permite sermos qualquer coisa. Até uma adolescente chorosa que sonha com aquele amor, que sabe-se lá o que vai acontecer com ele!

Apesar de tudo me sinto bem, porque sei que as coisas, mesmo imperfeitas, terminarão bem. Se bem que ainda não sei bem se terminaram. Mas eu tenho certeza que está tudo bem! 🙂

~~