E se o mundo parasse de novo?

E se voltássemos no tempo?

E se você me visse naquele tubinho preto de novo?

E se aquela noite tivesse sido mais longa?

E se eu não tivesse feito aquilo?

E se você me visse com ele?

E se eu te visse com ela?

E se nos víssemos a sós?

E se nunca tivéssemos nos conhecido?

Não haveria mais nenhum “se” sobre você

Mas certamente haveriam muitos “se”s sobre qualquer outro…

Lógico, não?

Anúncios